quinta-feira, 15 de novembro de 2012

She will be loved

Andei à procura de alguém durante anos. Alguém que durasse muitos meses ao pé de mim. Uma vida inteira até. Alguém que me aconchegasse. Alguém com quem passar os fins-de-semana a passear. Alguém com quem passear pela praia ao fim da tarde. Alguém que me abraçasse a toda a hora. Alguém que me beijasse e sorrisse pelo meio. Alguém que me despertasse o coração e me acelerasse o cérebro. Alguém que me desse a mão sem medos e me dissesse com o olhar: eu amo-te. Alguém que me prometesse e cumprisse. Alguém que me fizesse perder todos os medos. Alguém que berrasse comigo, me batesse e no minuto a seguir me viesse mimar. Alguém a quem eu pudesse contar todos os meus segredos sem medos. Alguém a quem eu confiasse a minha vida. Alguém, por quem eu dava a minha vida! Alguém com quem eu discutisse e nem assim deixasse de amar. Alguém com quem eu aprendesse o verdadeiro significado da palavra amar. Alguém com quem eu pudesse rir até doer a barriga mas também com quem pudesse chorar até perder o soluço. Procurei alguém, durante anos... Procurei o encaixe perfeito do meu corpo. Procurei a metade do meu coração. Procurei o rumo da minha vida. Procurei, durante anos, a pessoa imperfeitamente perfeita que me acompanharia o resto da vida. A pessoa que me via chegar a casa e me perguntava pelo meu dia, a pessoa com quem eu casaria e teria uma vida cheia de coisas boas. 
Procurei durante anos, o meu aconchego perfeito.

E encontrei-te a ti. Quando menos procurava, tu apareceste e mudaste tudo. Todas as manhãs ganharam sentido e todas as noites mais emoção. Todos os sorrisos ganharam forma e o meu olhar encontrou o seu brilho. O alguém que tanto procurei, eras tu. Sempre foste tu e quando chegaste ao pé de mim, me abraçaste e sussurraste que me amavas, soube que o meu destino fora traçado com o teu. Nada nem ninguém me tira isso da cabeça.

Não imaginas o quão suave soa a tua voz no meu ouvido e o teu toque na minha pele. Não tens a mínima noção do poder de um beijo teu, ou do conforto de um abraço. É tão bom. Mas tão estranho porque nunca senti isto com ninguém. 
Sabes o que é estar ansiosa, a sentir borboletas na barriga enquanto tu não chegas?
És a melhor coisa que me podia ter acontecido nestes últimos anos. Não peço nada mais na minha vida. Agarra-me, apenas. Fica comigo. Abraça-me e ajuda-me a congelar um momento no tempo. Faz da tua vida a minha e eu faço da minha a tua, mas cada uma por si. 
Entrelaça as tuas mãos nas minhas e move montanhas comigo. Olha-me nos olhos e faz-me sentir o teu amor por mim. Sorri comigo a meio de um beijo e arrepia-me, como só tu sabes como.

Sinto-me a amar-te ainda mais só por falar sobre ti. Obrigada por seres o meu conforto e a minha certeza, posso nem te ter, mas tenho a certeza que te vou amar o resto da vida. 
Amo-te, sentes isso?

10 comentários:

Daniela Castro disse...

Que lindo Flávia ! E que esse Amor dure tanto quanto a beleza do teu sentimento. Beijinho*

feelings disse...

lindo, é tão bom amar :)

feelings disse...

dói claro, mas é das melhores coisas da vida. o fácil todos conseguem, o difícil não, e digámos que amar não é coisa fácil :)

feelings disse...

sendo assim considero-me forte, muito forte...

Aurora disse...

Soube-me bem ler-te. Parabéns :)

Pedacinhos de mim disse...

Que declaração tão linda, ainda espero encontrar uma rapariga que me diga tudo isto que aqui li. Quem amas tem muita sorte.

Um beijinho :)*

Aurora disse...

Obrigada querida, muitas vezes venho cá, lei-o mas nem comento, desculpa-me por isso <3

Aurora disse...

Eu tento andar, coração e tu?

Aurora disse...

É como disse, tudo passa, querida. <3

Inês disse...

É, sem dúvida.
Gostei muito do que escreveste. Cheio de sentimento :)