quarta-feira, 21 de março de 2012

Sem título

Há dias em que a tua falta me preenche e a saudade me escorre pelos olhos. É um aperto tão grande que não há meio por onde o acalmar... Não sei explicar. Mas quero apenas dizer que te amo, já que mais nada consegue sair de dentro de mim. Amo-te. Amote mesmo e sem nada a separar o tu do eu. Amo-te do fundo do coração. Como se nunca tivesse amado ninguém que não tu.

3 comentários:

Pedacinhos de mim disse...

Há momentos na vida em que a saudade invade o peito e sabes o porquê disso acontecer? É porque se sente e quem sente recorda, quem sente lembra. Gostei, um beijo :)

Inês ♥ disse...

Gostei muito Flávia :)

Ana Margarida disse...

Está lindíssimo * Quando a saudade não cabe no coração, escorre pelos olhos.